25/07/2010

Tempos e Mitos

Quando eu encontrar vou te contar
Sobre o tempo perdido a alma  partida
na contra-corrente da vida...
Eu me espero, me procuro
por todos os confins
Será que era Eros e eu não vi ?
O vento soprou a luz se apagou
e eu adormeci..
Tudo em vão será ?
Mitos perdidos, aflitos, explícitos
no jogo da sedução...
Tudo em vão ?
A vida que nunca regressa
Tudo aquilo que já não sou
O encanto  permaneceu no sonho
Nos braços da madrugada, esqueci o teu rosto.
Puro, ingênuo e impróprio de se revelar...

7 comentários:

  1. O vento soprou a luz se apagou
    e eu adormeci..
    Tudo em vão será ?

    será ???
    naum né
    acho q nada nesta vida é em vão
    nem mesmo as desilusões
    tudo q é vivido
    vale a pena

    q poema maravilhoso
    uma bela arte
    acompanhada de um bom cafe
    fiel e companheiro kkkkkkkkk

    parabens flor
    teu blog ta de um bom gosto
    enorme
    daqueles do tipo q ti prende
    num da vontade de sair daki tchê!!!!

    bjo grande guria

    ResponderExcluir
  2. Alba, minha linda!
    Que poema maravilhoso, minha amiga! Você escreve super bem e revela a sua alma. Gosto de ler a alma das pessoas e a sua me agrada demais! Nos identificamos com as pessoas que falam o que entra pelo coração...assim como você.
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  3. Quando, leio um poema de qualidade,fico com a certeza de que nesta vida, nada é em vão, até nos momentos ruins o poeta revela sua alma. Como disse Vinicios,"para fazer um samba bom é preciso de um bucado de tristeza no coração".
    Excelente poesia.
    Abrs

    ResponderExcluir
  4. Ah, lindos versos, de pura emoção e sensibilidade. Muito bom!

    ResponderExcluir
  5. Anônimo17:18

    Saudações!


    Amiga ALBA:
    Que poema Fantástico!
    Com certeza este você foi buscar nos recônditos de seu bondoso coração...é muita inspiração em tão belíssima passagem poética.
    Parabéns por mais um lindo post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  6. Outro dia procurava pelo seu nome no site Arte e Café, para agradecer sua visita ao meu espaço. Hoje, tive o privilégio de ler este lindo poema de sua autoria... e lembrei.
    Amiga Alba, nada é em vão! Viver é uma arte, e cada fração de segundo um momento mágico...
    Meu carinhoso abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  7. Nos braços da madrugada...é ótimo!
    Muito bom.
    Beijo.

    ResponderExcluir