5

Tributo à Elis Regina

18/01/2012 .

Vaga, no azul amplo solta, 
Vai uma nuvem errando. 
O meu passado não volta. 
Não é o que estou chorando. 

No fundo do peito
Abriga um sonho desfeito
Vou partir a geleira azul da solidão
e buscar a mão do mar, me arrastar até o mar procurar o mar...
Eh tem jangada no mar
Hoje tem arrastão
Os sonhos mais lindos sonhei
É melhor ser alegre que ser triste
Até a lua se arrisca num palpite...
Triste é viver na solidão
É pau, é pedra, é o fim do caminho.
Me deixas louca!
Você pega o trem azul
O sol na cabeça
o sol pega o trem azul
Você na cabeça
O sol na cabeça...
Quando você foi embora, fez-se noite em meu viver
Solto a voz nas estradas, já não quero parar...

O que choro é diferente. 
Entra mais na alma da alma. 
Mas como, no céu sem gente, 
A nuvem flutua calma. 

É um dom, uma certa magia, 
Uma força que nos alerta 
Mas é preciso ter manha 
É preciso ter graça 
É preciso ter sonho sempre ...
Quero ver o sol atrás do muro
Quero um refúgio que seja seguro
Uma nuvem branca sem pó, nem
fumaça
Quero um mundo feito sem porta ou
vidraça
Quero uma estrada que leve à verdade
Quero a floresta em lugar da cidade
Uma estrela pura de ar respirável
Quero um lago limpo de água potável
Gracias a la vida, que me ha dado tanto
Me ha dado la risa y me ha dado el llanto
Así yo distingo dicha de quebranto
Los dos materiales que forman mi canto
Y el canto de ustedes que es el mismo canto
Y el canto de todos que es mi propio canto
Gracias a la vida

Mas, em verdade, o que chora 
Na minha amarga ansiedade 
Mais alto que a nuvem mora, 
Está para além da saudade. 

Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo, tudo,
Tudo o que fizemos
Nós ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Ainda somos
Os mesmos e vivemos
Como os nossos pais...

E prá esquecê nóis cantemos assim:

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nos
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus...
Yo tengo tantos hermanos
Que no los puedo contar...
Com tanta gente que partiu
Num rabo de foguete...
A esperança equilibrista
Sabe que o show
De todo artista
Tem que continuar.


"...Uma forma nebulosa, feita de luz e sombra. Como uma estrela. Agora eu sou uma estrela.”
Elis Regina Carvalho Costa (Porto Alegre, 17 de março de 1945 – São Paulo, 19 de janeiro de 982)

Créditos:
Poema
Vaga, no azul amplo solta,
Fernando Pessoa - Cancioneiro

Letras e Músicas:
Vida de Bailarina: Composição: Américo Seixas, Dorival Silva
Corsário:Composição: João Bosco e Aldir Blanc
Arrastão: Edu Lobo e Vinícius de Morais
Fascinação: Composição: F.D.Marchetti / M.de Feraudy / (Versão Armando Louzada)
Samba da Benção:Composição: Vinícius de Moraes
Madalena:Composição: Ivan Lins / Ronaldo Monteiro de Souza
Triste: Composição: João Gilberto
Águas de Março:Composição: Tom Jobim
Me Deixas Louca: Composição: Armando Manzanero / Versão: Paulo Coelho
O Trem Azul: Composição: L.Borges/R.Bastos
Travessia/ Maria, Maria: Composição: M. Nascimento - F. Brant
Quero:Composição: Thomas Roth
Gracias a La Vida: Composição: Violeta Parra
Como Nossos Pais: Composição: Belchior
Saudosa Maloca: Composição;Adoniran Barbosa
Se Eu Quiser Falar Com Deus:Composição: Gilberto Gil
Los Hermanos:Composição: Atahualpa Yupanqui
O Bêbado e A Equilibrista:Composição: João Bosco e Aldir blanc
Edição: Alba Simões

5 Comentários:

Beth Muniz disse...

Sensacional!
Com fã que sou, sinto-me recompensada e acariciada musicalmente.
Obrigada querida Alba.
Belo post.
Como sempre, competente!

bernar55 disse...

olá não sei o que dizer ai a homenagem,ai foi a minha juventude.como um filme passando é tudo de bom.consegui trazer maravilhas.para todos os fãs.valeuuuuuuuuuuu.

CIGANO LUZ disse...

Olá, minha Luz;

Nem é preciso dizer quão maravilhosa foi esta homenagem, não é? Afinal, vinda de você, não seria diferente...

Escolheu a dedo cada palavra, cada verso. Provavelmente fez a "Estrela" brilhar muito mais forte, de alegria. Aliás, o brilho hoje será maior, já que juntou-se a ela outra estrela tão luminosa quanto... A maravilhosa Etta!

Como sou apaixonado por cada linha que produz, Querida Alba! Você é a síntese da inteligência e da sensibilidade!

Beijos, Flor!

Jackie Freitas disse...

Minha queridíssima amiga Alba!
Passei aqui para matar as saudades...
Esses dias escutei no rádio uma canção de Ângela Maria, interpretada por Elis... Maravilhosa, como sempre, e deixando uma grande saudade em todos. Elis é eterna mesmo.
Bela homenagem, minha linda! Coisa de uma alma sensível como a sua.
Grande beijo, cheio de carinho!
Jackie

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo