9

Palavra Corpo

18/11/2010 .

Palavra Corpo

A palavra vive no papel
com vírgulas hífen crases reticências
leva uma vida reclusa de carmelita descalça

corpo palavra

O corpo aprender a ler na rua
com manchetes de jornais
jogadas na cara pelo vento
com gírias palavrões
zoando no ouvido
com gritos sussurros
impressos na pele

palavra corpo

a palavra quer sair de si
a palavra quer cair no mundo
a palavra quer soar por aí
a palavra quer ir mais fundo
a palavra funda
a palavra quer
a palavra fala:
- eu quero um corpo !

corpo palavra

o corpo sabe letras com gosto
de carne osso unha e gente
o corpo lê nas entrelinhas
o corpo conhece os sinais
o corpo não mente
o corpo quer dizer o que sabe
o corpo sabe
o corpo quer
o corpo diz:
- fala palavra !!!

palavracorpo corpopalavra


Chacal

Chacal é o apelido do poeta carioca Ricardo de Carvalho, também escritor, cronista e letrista, nascido em 24 de maio de 1951. Publicou seu primeiro livro de poesia, “Muito Prazer, Ricardo”, em 1971. Passou a integrar a coleção literária “Vida de Artista”, com Cacaso, Eudoro Augusto, Francisco Alvim e, mais tarde, entre 1976 e 1977, foi membro do grupo Nuvem Cigana. Co-escreveu as peças teatrais “Aquela Coisa Toda”, com o grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, e “Recordações do Futuro”, com o grupo Manhas & Manias. Trabalhou como cronista do Correio Brasiliense e da Folha de S. Paulo, e como roteirista da TV Globo. É um dos criadores do Centro de Experimentação Poética (CEP 20000). Sua obra poética inclui “Nariz Aniz” (1979), “Boca Roxa” (1979), “Comício de Tudo” (1986) e “Letra Elétrika” (1994).

9 Comentários:

Edu disse...

Muito legal esse poema,
Com o passar dos dias e anos o nosso corpo vai sendo escrito com as marcas da vida, de forma que cada pessoa tem seus proprios textos impresso no corpo.
Um abraço e tudo de bom

CLAUDIA disse...

Alba minha alma querida!
Linda essa poesia!
Mas posso falar de um corpo que postou essa poesia,um corpo marcado pelo amor,pela vida,pelos sonhos vividos.
Que é simples ao olhar e digno ao falar.
Amiga Parabéns por esse post!
Bjos imensos no seu coração.

Principe Encantado disse...

Gostei Alba, muito bonita o corpo realmente entende, pois tudo se arquiva nele.
Abraços forte

WANDERCHEF disse...

Nunca tinha ouvido falar deste poeta"Chacal", mas gostei mesmo deste poema.
Obrigado por dividí-lo conosco, amiga Alba!
Felicidades,paz e sucesso!!!!!!!!

Samanta disse...

Olá queridíssima Alba !!!

Que poema maravilhoso, profundo e intenso !!
Sem dúvidas descreveu muitíssimo bem quando estas duas forças poderosíssimas se unem, o corpo e a palavra !! Lindo !!
Obrigada por compartilhar conosco!!
Um mega beijo marcial e que sua semana seja maravilhosa !!! :)

Beth Muniz disse...

Minha querida Alba,
Fantástico o resgate que fazes sobre o importante poeta Chacal, e de quebra, ainda menciona o Cacaso (grande perda)!
Amei. Apenas demorei a vir e comentar. Final de ano, recessos, transição, sabe como é...
Te agradeço pela lembrança.
Grande beijo.
Continuo sua fã!

Jackie Freitas disse...

Olá minha querida Alba!
Adorei!
Nosso corpo carrega histórias e mensagens... Nosso corpo "fala"... Mesmo sem sabermos, enviamos mensagens e sentimentos através de nosso corpo! Somos um "universo" rico em palavras, andando pelo mundo....poderíamos distribuir mais mensagens belas se soubéssemos usar melhor esse nosso mensageiro.
Grande beijo, minha linda!
Jackie

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo