11

As palavras incompreendidas

27/11/2010 .

Enquanto as pessoas são mais ou menos jovens e a partitura de suas vidas está somente nos primeiros compassos, elas podem compô-la juntas e trocar os motivos, mas quando se encontram numa idade mais madura, suas partituras estão mais ou menos terminadas, e cada palvra, cada objeto, significa algo diferente na partitura de cada um.
(A insustentável leveza do ser - parte 3: As palavras incompreendidas)
A insustentável leveza do ser
"O homem, porque não tem senão uma vida, não tem nenhuma possibilidade de verificar a hipótese através de experimentos, de maneira que não saberá nunca se errou ou acertou ao obedecer a um sentimento.
Tudo é vivido pela primeira vez e sem preparação. Como se um ator entrasse em cena sem nunca ter ensaiado”.
Pelo fato da vida ser, relativamente, tão curta e não comportar “reprises”, para emendarmos nossos erros, somos forçados a agir, na maior parte das vezes, por impulsos, em especial nos atos que tendem a determinar nosso futuro. Somos como atores convocados a representar uma tragédia (ou comédia), sem ter feito um único ensaio, apenas com uma ligeira e apressada leitura do script. Nunca saberemos, de fato, se a intuição que nos determinou seguir certo sentimento foi correta ou não.
Não há tempo para essa verificação.
Por isso, precisamos cuidar das nossas emoções com carinho muito especial.
Aquele que deseja continuamente "elevar-se" deve esperar um dia pela vertigem.
O que é vertigem?
Medo de cair?
Mas por que temos vertigem num mirante cercado por uma balaustrada sólida?
Vertigem não é medo de cair, é outra coisa.
É a voz do vazio debaixo de nós, que nos atrai e nos envolve, é o desejo da queda do qual logo nos defendemos aterrorizados.
Milan Kundera

11 Comentários:

Cla disse...

Que lindo texto, cuidar das emoções e do que falamos!! Muito bonito Alba!!
Beijos!!

joselito bortolotto disse...

Não deixa de ser um paradoxo,com o avançar do tempo deveriamos ter uma maior sintonia, mas, na maioria das vezes éo contrário ... o que parece que a sintonia se esgota ...

Principe Encantado disse...

Amiga muito reflexivo, devemos mesmo, agir, vigiar e ter comportamento guiado pela razão sempre que possível for, isso só nos da benefícios.
Abraços forte

Valéria Braz disse...

Amiga.... eu adoro o livro a Insustentável leveza do ser....
Este livro mostra com uma veemência tão sólida as contradições e incertezas humanas e toda sua insustentável leveza.....
Beijo no coração

Jackie Freitas disse...

Olá minha querida amiga!!!
Simplesmente amei essa reflexão! Tudo perfeito para mim! Acho que um dos grandes problemas de compreensão da vida é querer ensaiar o que ela pede para apenas desempenhar. Somos nossos próprios personagens e os criamos à medida que a "peça" vai nos exigindo novas adaptações. Não dá para repetir as falas, pois há muito dinamismo em questão, porém há sempre como saber o papel que nos veste melhor...aquele que não veste apenas o "personagem", mas dá corpo à própria alma!
Grande beijo e parabéns pelo maravilhoso post!
Jackie

vidarealdasam disse...

Olá amiga querida !!

Belíssimo texto e maravilhosa reflexão !
Fiquei pensando em como seria se soubéssemos o que vai acontecer e se tivéssemos conhecimentos para agir da maneira adequada sempre, sabendo os resultados...
Creio que ficaríamos estagnados e não haveria mais emoções, nem aprendizados, nem novos horizontes.
Acredito que esteja aí e maravilhosa e sábia benção da Vida, sempre nos mostrando que cada dia é uma nova cena e que deve ser bem feita e aproveitada, mas sem nos tirar a espontaneidade e possibilidade de adquirir novos conhecimentos...
Lindo !!

Um enorme beijo e boa semana !! :)

Guria Faceira disse...

olá minha rica flor Alba
mensagem mais q profunda
somos mesmo atores no palco da vida
embora tenha algumas pessoas q prefiram ficar
na plateia so observando a vida passar
bem eu prefiro subir ao palco correr o risco
enfrentar as criticas, perder o medo
sorrir simplesmente da vida
o tempo passa a vida corre muito depresa
e fica parado não é a melhor opção

beijaço grande e magnifica flor Alba

LISON disse...

Que Post Fantástico!
Amiga Alba:
Parabenizo-a ardorosamente por compartilhar tão primorosa mensagem reflexiva que vai ao encontro de tantas dúvidas fazendo girar em mais velocidade a roda do eterno aprendizado. Parabéns por mais um lindo Post!
Abraços,
LISON.

BLOG DO PROFEX disse...

Uma boa analogia.
A vida é realmente uma sinfonia, composta por muitos compositores, uns mais suaves outros mais agressivos... asssi vamos compondo cada movimento ou cada momento dessa vida.

Neusa Fiesta disse...

Milan Kundera e seu best seller
"A insustentável leveza do Ser" foi transportado à telona de maneira brilhante.
Com as excelentes interpretações de Daniel Day-Lewis, Juliette Binoche e Lena Olin, tendo como pano de fundo "A Primvera de Praga", ocorrida no final dos anos 60, quando tanques soviéticos invadiram a capital tcheca para pôr fim a uma série de protestos, a vida deste triângulo amoroso é terrivelmente afetada, pois seus sonhos foram destruídos e suas vidas mudariam para sempre. O enredo do romance de Kundera é situado dentro de uma perspectiva existencial e, a presença de conteúdos essencialmente filósoficos do escritor faz-se notar explicitamente, pela força de sua narrativa. Os conflitos entre o amor-ideal e o amor-real, permeiam o conteúdo da obra do começo ao fim.

Parabéns, Alba; excelente post! BEIJOSSSSSS

Sissym disse...

Palavras são incompreendidas quando o interesse, o amor e o respeito se foram... pelo menos de uma parte, já é suficiente para o estrago.


Alba, estou meio aussente, problemas serios... muito mesmo... vou superar.

Beijos

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo