8

Memórias Das Meninas Maduras

17/05/2012 .

( A Flor de Cactus )

A vida escorre pelo tempo, como um lapso.
Assim vemos escapar nossas angústias, medos e desejos...
Pela penumbra, ainda é possível ver a alma nua.
A esperança que flutua e a flor que brota.
Nos desertos longínquos...
Somente estas lembranças afagam o que te escrevo.
Enquanto tudo ultrapassa veloz...
Nada nos condena, nem o sol que ao meio-dia protagoniza a cena.
Enquanto as rimas se perdem, eu me encontro.
Desliza pelos instantes o véu que cobre as nossas faces.
Um raio de luz, quase nos revela...
Mais é tarde, e a pressa lhe distrai.
A glória das flores, continua intacta.
E recria-se tempo para deitar na relva e aceitar tranquilamente o amor.
Estas palavras que nunca saíram da minha boca.
Respeitei os ouvidos  fatigados ?
Ou por reverenciar o silencio eu tenha me calado...
Quero apenas que você me leia. Não compreendes?
Sentir como tudo se move, agita e depois lentamente morre...
Apesar de viver a minha caça, na escavação da minhas complexidades, eu ainda tenho sonhos.
Não os mesmos sonhos do mundo, graças a Deus!
Se bem que tenho apenas uma leve idéia do que seja os sonhos do mundo...
Então seria prepotência eu me atirar com mais convicção neste assunto.
O cansaço me liberta agora - Estou resignada pelo êxtase destas linhas.
Amanhã talvez...
Ou quando a última flor desabrochar majestosa, dentre os espinhos que a  protegem como um manto que fere... 
E depois de todo amor que há na terra se cumprir, poderemos de alguma forma revelar cumplicidade.
Como tudo que julgamos imortal.
Alba Simões

8 Comentários:

Beth Muniz disse...

Alba Simões,

Que maravilha de texto!
Percebi um leve toque da Clarice Lispector...
O último parágrafo ficou majestoso e primoroso!

Bom demais ter o Arte nos prestigiando com sua bela arte.
Beijo minha querida amiga.

Obrigada!

K & A. disse...

Olá, Alba!
Tempos que não passava por aqui, saudades!
Bjs!
Rike.

Cla disse...

Nossa que bonito esse texto Alba, relacionado as rosas com os sentimentos, com o mundo e você mesma, muito intenso seu texto. Parabéns. Beijos.

Bia Hain disse...

Oi, Alba, ótimo texto e música. Tenha um lindo domingo! Um abraço!

Samanta Sammy disse...

Olá minha querida amiga !!!

Que saudades de passar por aqui e ler seus textos ! Este particularmente cheio de intensidade, emoção e beleza !
Como sempre nos brindando com palavras elegantemente certeiras que chegam ao nosso coração e embelezam nosso dia !
Maravilhoso !!!

Um super beijo marcial e que sua semana seja de alegrias e realizações !! :D

Alba Simões disse...

@Queridos amigos( as ) e leitores.
Agradeço a presença e comentários de todos.
Obrigada por prestigiarem o texto e este espaço.
Edificando com palavras de incentivo, motivando-me a dedicação para o aprimoramento deste vital ofício da escrita.
Beijos com muito carinho!

mauro brondani disse...

Oiii Amiga!!
Um texto magnífico,de tirar o folego,rico e com palavras intensas,cheias de sentimentos,adorei amiga és realmente uma pessoa que nos encanta com sua maneira de escrever e como amiga consegue nos transmitir em palavras a verdadeira essência que habita seu humilde e nobre coração!!
beijão!

Alba Simões disse...

@Mauro
Obrigada querido amigo.
Fico feliz com sua presença e suas palavras motivadoras.
Infelizmente, são poucos que possuem essa apurada sensibilidade que há em você.
Suas palavras me motivam e emocionam.
Pois sinto que você compreende as entrelinhas deste texto.
Beijos com admiração e carinho!

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo