18

Olhares da Alma

01/08/2011 .
Por entre estes cílios
o tempo passa.
Pupilas atentas, como as esperanças de uma infância...
Que viam um mundo gigante
agora distantes...
Como um trem que parte.
Levando para além dos sonhos.
Velhos amores, seus recortes e cores.
Retratos pintados na memória!
  
Ah, estas retinas cristalinas que muito já viram...
Sentindo no afã dos seus reinos inventados!
Alegrias e dores destas meninas que amadurecem...
Entre sorrisos e lágrimas
Dentro de uma alma única!
Alma mulher, de filhas, mães e fadas...

Por entre caminhos de muitas estradas.
Esplendores e manhãs
Revelação das tardes,
Pelos anseios das noites!
Entregas sutis...
Nos corredores das madrugadas!
  
Agora fecha os olhos e descansa...
Adormece entre os versos e as canções.
Neste breu que se abriga, espera!
Enquanto a alma única se encanta, abraçando o infinito!

Olhos da alma são livres.
Estes olhos que viajam no tempo...
Derrubando muros, construindo pontes, colhendo estrelas!
Estes olhos que se permitem todos os sentidos.
Eles não choram...
Porque estes olhos já conhecem;
Os mistérios de todos os caminhos!

18 Comentários:

Van disse...

Que lindo poema!

"pode ser que o corpo não voe, mas a alma voa"

Adorei seus poemas e seu blog, Alba!

Alba Simões disse...

Querida Van
Seja Bem Vinda!
Fico muito lisonjeada com sua presença
e carinhoso comentário !
A casa é sua volte sempre!
Beijos

Dú Pirollo disse...

Olá minha querida amiga Alba!!!
Que lindo minha querida amiga, simplesmente divino, adorei!!!
Minha amiga, você estava conectada à alma para esta criação, parabéns!!!
São os olhos as vidraças da alma, tiramos então o pó para que não fique embaçada e possamos contemplar além dos sonhos.
Tenha um dia maravilhoso, recheado de muitas bênçãos, alegrias e paz!!!
Beijos e muita luz em sua vida!!!

Alba Simões disse...

Querido amigo Du
Fico muito feliz que tenha apreciado o poema!
Nele transcrevo as passagens da vida pela ótica
existencial.
Creio que só podemos ter mais sintonia com o universo, se estivermos enxergando com a alma e o coração!
Muito grata pela sua visita e carinhoso comentário!
Muitas felicidades, paz e alegrias para você também querido amigo!
Beijos com afeto!

Amores no Velho Chico disse...

O passado é sempre uma saudade a ser dependurada nos cílios de uma alma tão gigante quando da mulher. Seja ela filha, mãe ou fada.

Vc é um poço de talento!

Abs!

。♥ Smareis ♥。 disse...

Que lindo poema, a alma sempre estar em voo constante.Gostei muito de seu blog, e vou estar a te seguir. Convido a conhecer meu blog, e se gostares me segue. Um Abraço! Smareis

Alba Simões disse...

Olá Aristo!
Muito obrigada pelos elogios e pela sua presença!
Seja sempre bem vindo!
Grande abraço1

Alba Simões disse...

Olá Amores No Velho Chico e Valéria!
Queridos amigos, a grande sensibilidade de vocês, traduzem as entrelinhas perfeitamente!
Obrigada pela presença e carinho de sempre!
Grande abraço!

Alba Simões disse...

Olá Smareis.
É a alma liberta que nos concede estes vôos e sonhos!
Muito grata pelo elogio, presença e comentário!
Obrigada pelo convite e certamente estarei conhecendo e participando do seu Blog!
Grande abraço!

Beth Muniz disse...

Querida Alba,
O conjunto da poesia é lindo.
Ressalto a primeira estrofe ou parágrafo (não sei como chamar. Pode me explicar?) que me bateu tão fundo, que quase me deixou paralisada. Coisas da vida. Coisas do amor, presente, passado ou pretérito...
Lindo querida.
Beijo.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Andei "lançando olhares" da alma em lindas
poesias suas, Alba, e saio encantada...mas
eu volto, a este café com arte...
Um abraço
Lúcia

Alba Simões disse...

Querida Beth
Pode ser simplesmente uma estrofe, ou apenas um parágrafo!
Mais se conseguiu lhe tocar, para mim é uma grande honra!
Obrigada pela presença e carinho de sempre!
Beijos com carinho!

Alba Simões disse...

Olá querida Lúcia
Fico muito lisonjeada com sua presença e carinhoso comentário!
É uma grande satisfação recebê-la.
Seja bem vinda sempre!
Muito grata pela presença e participação.
Grande abraço!

Samanta Sammy disse...

OLááá querida amiga, chegueiii !!!

Que lindooo ! Realmente muito emocionante o texto !
Achei maravilhosa a maneira como descreveu o olhar da Alma. Quando estamos com os olhos interiores abertos, tão maiores são as visões, o horizonte não é só belo, mas também cheio de promessas e esperanças, as mazelas não são mais tão doloridas porque podemos entender a grandeza e podemos ver a real beleza de nossa existência !
Lindo demais !

Um super beijo marcial e que seu fim de semana seja maravilhoso !

Alba Simões disse...

Querida amiga Sam
Também acredito que este despertar da consciência, só possa ser alcançado através de nossa visão interior!
Adorei sua interpretação, traduziu em ricas palavras tudo que eu pretendi transmitir aqui.
Muito obrigada, minha querida amiga pela amizade, e por prestigiar este espaço!
Contribuindo sempre para o enriquecimento das publicações!
Grande beijo marcial e um excelente final de semana!!!

Valéria Braz disse...

"Estes olhos já conhecem todos os caminhos"
Não podia deixar de citar a mais bela frase que encontrei neste poema encantador! Nossa alma conhece todos os caminhos, e quando a deixamos livre para vivê-los encontramos a imensidão de todos os sonhos e realizações...
Amei demais o poema!
Beijo no coração

Alba Simões disse...

Querida Valéria
É uma honra receber este elogio partindo de uma grande poetisa que és, e admiro!
Muito obrigada minha querida pela presença e doce
comentário!
Beijos com carinho!

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo