24

O meu País

10/06/2011 .

Eis aqui a minha indignação com a falta de interesse com as matérias referentes às Artes e a Cultura publicadas neste Blog.

O meu momento de púlpito, somente contra alguns milhares de patrícios, que preferem continuar não vendo nada!
Estas mesmas publicações são bem acessadas por visitantes estrangeiros!
Ah, mais isto ainda não é tudo.
Para quem insiste em promover cultura em um país onde uma das prioridades ainda é a alfabetização do povo!
Só poderia esperar isto, mas eu não desisto!
Tô vendo tudo, tô vendo tudo...
Mas não vou calar fazer de conta que sou muda.
 Alba Simões


O Meu País
Zé Ramalho
Composição : Livardo Alves - Orlando Tejo - Gilvan Chaves
Tô vendo tudo, tô vendo tudo
Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo
Um país que crianças elimina
Que não ouve o clamor dos esquecidos
Onde nunca os humildes são ouvidos
E uma elite sem Deus é quem domina
Que permite um estupro em cada esquina 
E a certeza da dúvida infeliz 
Onde quem tem razão baixa a cerviz 
E massacram - se o negro e a mulher 
Pode ser o país de quem quiser 
Mas não é, com certeza, o meu país
Um país onde as leis são descartáveis 
Por ausência de códigos corretos 
Com quarenta milhões de analfabetos 
E maior multidão de miseráveis 
Um país onde os homens confiáveis 
Não têm voz, não têm vez, nem diretriz
Mas corruptos têm voz e vez e bis 
E o respaldo de estímulo incomum 
Pode ser o país de qualquer um 
Mas não é com certeza o meu país
Um país que perdeu a identidade 
Sepultou o idioma português 
Aprendeu a falar pornofonês 
Aderindo à global vulgaridade 
Um país que não tem capacidade 
De saber o que pensa e o que diz 
Que não pode esconder a cicatriz 
De um povo de bem que vive mal 
Pode ser o país do carnaval 
Mas não é com certeza o meu país
Um país que seus índios discrimina 
E as ciências e as artes não respeita 
Um país que ainda morre de maleita 
Por atraso geral da medicina 
Um país onde escola não ensina 
E hospital não dispõe de raio - x 
Onde a gente dos morros é feliz 
Se tem água de chuva e luz do sol 
Pode ser o país do futebol 
Mas não é com certeza o meu país
Tô vendo tudo, tô vendo tudo 
Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo
Um país que é doente e não se cura 
Quer ficar sempre no terceiro mundo 
Que do poço fatal chegou ao fundo 
Sem saber emergir da noite escura 
Um país que engoliu a compostura 
Atendendo a políticos sutis 
Que dividem o Brasil em mil brasis 
Pra melhor assaltar de ponta a ponta 
Pode ser o país do faz-de-conta 
Mas não é com certeza o meu país
Tô vendo tudo, tô vendo tudo 
Mas, bico calado, faz de conta que sou mudo.


Esta música interpretada por Zé Ramalho ilustra bem o meu lacônico manifesto!

Não tenho mais nada acrescentar.
Espero que você tenha algo  a dizer e comente!

24 Comentários:

Marcela disse...

É isso aí Alba! Quem perde a capacidade de se indignar, é um morto vivo!

Arte e Café disse...

Marcela
Quem cala consente!
Quem sabe um dia as coisas mudem para melhor!
Grata pela visita e comentário.

Blog imóveis Fátima Zanin. disse...

Olá amiga Alba, devemos agir, calar nunca, se ficarmos calados a tudo o que será das pessoas, da sociedade, só assim podemos mudar.
Beijo.

Dú Pirollo disse...

Olá minha querida amiga Alba!!!
Pois é minha querida amiga, neste nosso país parece que estamos sempre passando por nuvens negras... falta interesse por muita coisa essencial... Só pensam em politicar e multiplicar, é uma pena!!!
Parabéns pela postagem, vale tudo nesta luta!!!
Beijos e muita paz em seu caminho!!!

José S. Pereira disse...

Por enquanto, é murro em ponta de faca. Mas quando não foi? E nem digo no Brasil. Mas no mundo mesmo.

Judiaram muito desse país. Jogaram latim e filosofia na latrina, para lecionarem a domesticação via Educação Moral e Cívica. Quantos anos para reparar esse estrago? Cada vez que vejo uma criança dançando Rebolation, com os aplausos entusiasmados de mãe e pai... desanimo um pouco.

E no entanto, lá na Bienal do Livro, milhares de olhinhos brilhando, atentos, famintos.

Eu ainda creio. E ainda continuarei a dar murros em ponta de faca.

É o que nos resta. Por enquanto.

Parabéns pela iniciativa.

Abraços

Arte e Café disse...

Olá querida Fátima
Há tantas injustiças e não podemos jamais omitir que estamos cegos para isto!
Muito obrigada por comentar.
Um ótimo fim de semana pra ti!
Beijos

Arte e Café disse...

Olá querido Du
Este descaso geral, que parte destes péssimos governantes que elegemos!
Pois é uma indignação coletiva, com a falta
de respeito que estes políticos tem com o nosso povo e a nação!
É claro que um povo alienado é facilmente manipulado!
Muito grata por apoiar este manifesto!
Pessoas cultas como você, sabem interpretar o meu recadinho!
Muito obrigada por sempre comentar!
Um ótimo fim de semana pra ti!
Beijos

Arte e Café disse...

José.
Jogaram tanta coisa na latrina!
Mas vamos continuar dando nossos socos nas pontas afiadas destas lâminas!
Realmente você mencionou esta grande verdade: Este antagonismo entre o Rebolation e os olhos destas crianças brilhando na Bienal do livro!
E é por estas crianças que nos motivamos a acreditar que ainda tem jeito!
Como dizia minha santa avó à esperança é a última que morre.
Obrigado pelo apoio a esta iniciativa!
Muito obrigada por sempre comentar!
Grande abraço

Rangel de Jesus disse...

Olá minha querida, um grande abraço, é uma realidade o que expressa, mas venhamos e convenhamos que o Brasil, sil melhor do mundo, mas com todas as mazelas, espero que não piore, gostaria de mecionar a fala do meu caro José:

"...Cada vez que vejo uma criança dançando Rebolation, com os aplausos entusiasmados de mãe e pai... desanimo um pouco. E no entanto, lá na Bienal do Livro, milhares de olhinhos brilhando, atentos, famintos".

Parabéns e muito sucesso minha linda, fica com Deus.

Arte e Café disse...

Olá querido Rangel!
Amigo vamos lutar e ter fé em dias melhores para esta nossa rica e bela nação!
Muito obrigada pelo comentário e carinho da sua visita!
Um excelente fim de semana para ti.
Grande abraço

Beth Muniz disse...

Olá minha amiga,
Belo desabafo…
De inicio me ocorreu fazer um outro comentário que não este.
Mas a prudência me fez mudar de ideia.
Preciso apenas registar que o país mudou muito nestes últimos anos na área da cultura. Isto é inegável.
Mas, infelizmente, a nossa necessiade básica ainda permanece sendo tirar mais de 817,2 mil meninos e meninas de 3.534 municípios de todos os estados e DF, da amis absoluta miséria.
Pois se não o fizermos, aí sim, não teremos um futuro promissor nem para o país, e nem para os futuros comensais da cultura.
Infelizmente, é a herança que herdamos de tempos difícies em que ficamos mergulhados.
Entendo. Entendo sim a sua indignação. Também a faço minha.
Sempre digo que há o lado ruim da coisa boa, e o lado bom da coisa ruim. O bom nisto tudo é que o Arte tem prestígio, pelo menos na esfera global e não fica restrito à “aldeia tupiniquim”. rsrsrsrs
Da minha parte, pelo menos não preciso fazer a “mea culpa”.
Ah! Uma coisa da qual me resinto na web, é com a tanto de bobagens que vejo diarimente, fazendo “sucesso”. É a banalização da liberdade de expressão e da cultura inútil...
Pronto: Também desabafei!
Beijo querida.

manoel disse...

Oi Alba! Compartilho da sua indignação, mas tenho esperança que um dia tudo vai melhorar, posso até não estar mais aqui, mais tenho esperança.


Ps. Essa musica foi gravada inicialmente em 1994 pelo cantor (não conheço) Flávi José e regravada em 200 pelo Zé Ramalho.(Fonte: Blog Conexão Udi {http://dilurdis.blogspot.com/})

Abraço,
Manoel

joselito bortolotto disse...

Grande Alba, prioridades, infelizmente somos um País repleto de prioridades, e falta muita coisa, ainda temos a "lingua presa" e achamos bonito ...então ... educação realmente vem antes da cultura, poderia vir ao lado mas não é assim ....infelizmente. Mas, o País precisa de pessoas como você. Obrigado.

Arte e Café disse...

Querida Beth
Esta herança dos velhos tempos é lamentável!
É a tal ideologia de ver este povo e país saírem desde marasmo político, social e cultural!
Sobre esta cultura inútil fazendo sucesso que você citou, querida é de embrulhar o estomago!
Muito obrigada pela presença e rico comentário!
Beijos

Arte e Café disse...

Olá Manoel
Eu também acredito que se agirmos com nossas convicções, poderemos até fazer parte da história destas mudanças!
Porque sempre foi assim, na base do grito!
Obrigada!
Abraço

Arte e Café disse...

JB, meu querido amigo!
Muito obrigada pelo elogio,
Sou apenas um grão de areia neste vasto oceano de todos nós.
Juntos seremos fortes como a rocha!
Beijos

Jackie Freitas disse...

Olá minha querida amiga!
Não! Não fique calada, por favor! Quanto mais vozes entoarem esse "canto" indignado, quem sabe mais rápido chega o despertar?
Olha, minha linda, eu acho que há muito ainda a ser feito, em todos os setores, mas quando nos unimos para mostrar que "estamos vendo", estamos vigiando tudo, provocamos as mudanças... Elas demoram e , muitas vezes, arrumar uma coisa implica em desarrumar outras e tudo acaba virando aquele efeito cascata... Mas não dá para ficar quieto, jamais!
Agora, vou aqui deixar registrado o que venho escrevendo (até por causa do episódio dos Bombeiros): lutemos, sim. Vamos exigir os direitos, mas lembrando que violência gera violência e que há caminhos pacíficos para se resolver as coisas. De nada adianta exigir o progresso se a ordem não estiver alinhada... Entende o que eu quero dizer? A corrupção está espalhada pelo mundo e lembremos que todo o processo de mudança pode começar quando damos o nosso precioso voto e elegemos aqueles que queremos que briguem por nossos direitos!
Enfim... não fique muda! Estarei contigo, de mãos dadas, nessa mensagem de consciência!
Grande beijo,
Jackie
(ah...essa música é maravilhosa! Adorei e ouvi duas vezes!)

Arte e Café disse...

Jackie querida
É como diz aquele velho ditado: A voz do povo é a voz de Deus!
Realmente são vários setores que precisam de uma revisão geral, para atender as necessidades básicas dos brasileiros!
E quantos cantos indignados não fizeram a diferença na história deste nosso maravilhoso
País?
Vandré, Chico, João Bosco...
Entre outros!
Uma lista preciosa na nossa MPB
Estes compositores de vanguarda que deixaram um grande marco na história abrindo muitas consciências.
Simplesmente por não se calarem diante dos
abusos e injustiças do poder!
Acredito que é possível realizar mudanças,
sem o uso desastroso da violência!
Muito obrigada querida amiga, pela presença e ilustre comentário!
Beijos

hobbyblogclube disse...

Olá, Alba!
E espero mesmo que nunca desista! Se pessoas como você desistirem, então tudo acabou!!
Bjs!
Rike.

Samanta disse...

Olá minha querida amiga !!!

Atrasadinha, mas não poderia deixar de apoiá-la neste desabafo !
Existe sim um descaso por informações sobre Arte e Cultura, assim como existe a falta de divulgação para a grande massa.
Não culpo o povo, pois as condições que o governo disponibiliza para a sobrevivência da maioria, não tem como estas pessoas se interessarem pelo assunto e quando se interessam, não tem condições de acesso, na maioria das vezes por causa da educação precária e também por falta de recursos.
Existem também aqueles que não tem atração pelo assunto e também não refletem sobre como este tipo de conscientização é importante para a sociedade em geral.
Enfim, lhe parabenizo pelo protesto :)

Beijos marciais e boa semana !

Arte e Café disse...

Olá querida amiga Sam!
Realmente como você citou.
Há um grande descaso que parte do governo em apoiar cultura de um modo geral.
E as condições da maioria da população são extremamente precárias.
Em muitos casos, existem aqueles que tem acesso, mas não tem interesses nos assuntos que se referem às Artes ou a Cultura.
Há falta de infra-estrutura em diversos setores, como educação, alimentação, saúde...
Há de haver a conscientização do povo em reivindicar estas melhorias.
Acredito que para isto, devemos nos manifestar.
Mostrar nossos interesses em
mudar o rumo da história, e jamais retroceder!
Querida, muito obrigada por incentivar esta causa, contribuindo com rico e sábio comentário!
Beijos marciais!

Arte e Café disse...

Querido Rike!
Agradeço seu grande incentivo e amizade!
Obrigada pelo carinhoso comentário!
Beijos

Guta Schneider disse...

Querida amiga Alba,

Além da qualidade da letra pela construção dos versos, é impressionante a lucidez com que os autores retratam a realidade de nosso país!

Num país no qual os professores ganham um salário miserável e apanham dos alunos e se pagam salários milionários a quem tem silicone nos peitos e nas bundas quem é que quer se instruir para melhorar de vida?

Hoje, meninos e meninas sonham desde a infância em ser modelos ou jogadores de futebol. Nada contra essas profissões, mas ninguém mais quer ser professor, já reparou? Ninguém está interessado em propagar conhecimento, em educar, em formar jovens competentes que irão alavancar o desenvolvimento desse país.

E vou mais longe, muitos jovens querem seguir carreira na vida criminosa. Outros querem ser políticos para poderem praticar os crimes do colarinho branco.

Ou seja, atualmente, corrupção, crime, peitos, bundas, carnaval e futebol são o nosso cartão de visitas.

Enfim, como já disse Charles DeGaulle, o Brasil não é um país sério.

Parabéns pelo post, amiga! Tenha um lindo final de semana!

Beijos,

Guta

Alba Simões disse...

Guta querida
Todos estes fatos que você relatou tem total veracidade, infelizmente.
Eu não tenho nada a acrescentar, tiro o meu chapéu para seu lúcido comentário.
E agradeço por estar empenhada em não silenciar diante esta atual realidade na qual vivemos!
Muito obrigada por pronunciar sua sincera opinião.
Um ótimo fim de semana para ti!
Beijos

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo