20

Canção na plenitude

24/05/2011 .

Não tenho mais os olhos de menina
nem corpo adolescente, e a pele
translúcida há muito se manchou.
Há rugas onde havia sedas, sou uma estrutura
agrandada pelos anos e o peso dos fardos
bons ou ruins.
(Carreguei muitos com gosto e alguns com rebeldia.)
O que te posso dar é mais que tudo
o que perdi: dou-te os meus ganhos.
A maturidade que consegue rir
quando em outros tempos choraria,
busca te agradar
quando antigamente quereria
apenas ser amada.
Posso dar-te muito mais do que beleza
e juventude agora: esses dourados anos
me ensinaram a amar melhor, com mais paciência
e não menos ardor, a entender-te
se precisas, a aguardar-te quando vais,
a dar-te regaço de amante e colo de amiga,
e sobretudo força — que vem do aprendizado.
Isso posso te dar: um mar antigo e confiável
cujas marés — mesmo se fogem — retornam,
cujas correntes ocultas não levam destroços
mas o sonho interminável das sereias.
Lya Luft


Extraído do livro "Secreta Mirada", Editora Mandarim 
São Paulo, 1997, pág. 151.

20 Comentários:

joselito bortolotto disse...

Chegar a maturidade plenamente .... quem não deseja? Vamos indo a esse encontro ... todos.

José S. Pereira disse...

O texto é excelente, Alba.

Eu tenho uma relação de longa data com a "idade", a maturidade. Eu sempre quis ser velhinho. Ficava observando como eram, como agiam. Eu via neles algo mágico.

Bom, não preciso mais querer. Cada dia que passa, tenho mais um pedacinho dessa mágica. E nunca fui tão feliz na minha vida.

Essa poesia me fez lembrar disso. Que toda a força contidas em meus braços e pernas, em minha juventude, não seriam fortes o suficiente para moverem uma grama sequer de meus sonhos.

Abraços

Arte e Café disse...

Olá Joselito
Que por estes caminhos do tempo, possamos sempre
estar renovando nosso espírito.
Acredito que assim estaremos próximos da plenitude do amor e da felicidade!
Beijos

Beth Muniz disse...

Minha querida,
Este é um dos meus sonhos.
Chegar à maturidade com um mínimo de sabedoria, e não apenas com conhecimento acumulado.
Pois do que vale conhecimentos se não sabemos usá-los com uma boa dose de sabedoria?
Aí me pergunto: O que é mais inteligente, o livro que nos concede informações, ou a sabedoria de podermos decifrá-las? Sei lá... Só filosofando...
Adorei.
Grande beijo.

Arte e Café disse...

José
Sempre é possível sermos aliados do tempo.
Compreender que a força está em nossos sonhos, como estes nos tornam mágicos!
Assim. a idade significa apenas um detalhe, no processo de toda nossa existência!
Obrigada pela sua participação e comentário!
Grande abraço

Arte e Café disse...

Olá, Beth
Crescer, amadurecer e filosofar...
Faz parte deste processo!
A vida é breve, mas podemos trilhar por vários caminhos.
Tudo é questão de escolhas!
Obrigada pelo comentário querida!
Beijos

Menina das Agulhas disse...

Oi Alba minha querida, boa noite!!

Lindo poema da Lya Luft... mostra a serenidade que só a vivência pode trazer, o amor sereno e seguro...

Beijos e uma linda noite!!!
Lu

Arte e Café disse...

Querida Lu
Esta serenidade sempre fortalece nosso espírito!
Obrigada por prestigiar!
Uma linda e boa noite pra ti também!
Beijos

Guta Schneider disse...

Querida Alba,

Lindíssimo poema! Parabéns pela escolha!

Beijos,

Guta

Jackie Freitas disse...

Oi minha amiga querida!
Adoro, você sabe, a Lya Luft e esse texto não poderia ser diferente das muitas maravilhas que ela escreve!
Minha amiga, mmaturidade chega devagar e sem avisar... Acho que um dia, ao olharmos no espelho e enxergarmos mais a pessoa que somos do que o corpo refletido, conseguiremos prosseguir de mãos dadas com a maturidade, caminhando livres e destemidas... Chegar até esse ponto é enfrentar tantas batalhas que só podemos mesmo nos sentir vitoriosas diante da vida!
Grande beijo, linda e querida!
Adorei!
Jackie

Arte e Café disse...

Olá querida Guta
Muito obrigada pela presença, comentário e por prestigiar o artigo!
Seja sempre bem vinda!
Beijos

Arte e Café disse...

Querida amiga Jackie
Só alcançaremos estas vitórias,
quando fizermos as pazes com o tempo!
O amadurecimento nos fortalece interiormente!
Devemos estar preparados para algumas renúncias.
É nestas perdas que encontraremos nossos ganhos!
Ganhos estes que só perceberemos quando atingirmos a plenitude da nossa existência!
Sou sempre grata, ao seu carinho e amizade!
Beijos

Samanta disse...

Olá minha querida amiga !!!

Belíssimo texto !! nem preciso dizer que foi mais uma escolha maravilhosa para compartilhar conosco !
Que linda esta descrição de uma maturidade sábia, forte e cheia de beleza !
Acredito que todos nós, mesmo cometendo erros, seguindo caminhos errados, sempre leva consigo uma bagagem preciosa, por isso é tão importante a maneira como usamos estes conhecimentos.
Alguns seguem se beneficiando disso e levando uma vida mais serena, aproveitando mais os momentos, outros já se perdem no pessimismo e se deixam abater pela idade física... Uma pena, mas este texto é inspirador para todos nós fazermos a escolha certa :)
Lindo mesmo !

Um beijão marcial e sorry pelo atraso :)

Arte e Café disse...

Querida amiga Sam
Realmente nem todos estão preparados para aceitar esta fase da vida.
Mas aqueles que se beneficiam da maturidade, pela sabedoria que os anos proporcionam, só tem a ganhar a paz consigo mesmo e na convivência com o os outros.
Querida, você nunca está atrasada.
É sempre uma honra receber seus maravilhosos comentários e o carinho da sua amizade.
Beijos marciais!

Alba Simões disse...

Olá querida Rosa Luna
Que bom que gostou é sempre gratificante, agradar o gosto literário dos amigos e leitores!
Obrigada pela visita e prestigio ao artigo!
Beijos

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo