20

Afinal que raios é a globalização?

26/05/2011 .

Eu nascia da surpresa,
Agora na previsão;
Eu  não saia de casa,
Agora vou para creche;
Eu namorava alguém,
Agora estou ficando;
Eu decorava tudo,
Agora uso o Google;
Eu jantava na hora da família,
Agora do microondas;
Eu fazia passeatas,
Agora nem serenata;
Eu escolhia uma faculdade,
Agora estudo em várias;
Eu queria ser doutor,
Agora inventor;
Eu saia de casa cedo,
Agora sou canguru;
Eu casava lá pelos vinte,
Agora quase aos quarenta;
Eu jamais me separava,
Agora só divorcio;
Eu me aposentava aos cinqüenta,
Agora mudo de profissão;
Eu morria aos setenta,
Agora tenho morte lenta;
Se alguém me perguntar o que vou fazer agora,
Antes por favor me responda:
Afinal que raios é a globalização?


Jorge Forbes

Video de DIvulgação do módulo "A psicanálise do século XXI. Lacan para desesperados da crise" Café Filosófico 2009

20 Comentários:

Raimundo Lourenço disse...

Neste caso, globalização é o nome pelo qual justificamos nossa busca pela felicidade, e nossa incapacidade de consegui-la duradoura.
Abraços!

Guta Schneider disse...

Querida Alba,

Adorei o texto, como sempre! Encaixa-se perfeitamente em nossa atualidade!

Beijos,

Guta

Bruno Costa disse...

É bem o que o texto diz mesmo. Mas também é ver um sertanejo almoçando comida chinesa numa pizzaria. É juntar Brasil, China e Itália num mesmo contexto. É vender o que é regional como artigo de luxo no mercado global, como o ano do Brasil na França por exemplo. É fazer ter pressa quando se deve ter calma, porque tudo é urgência. E se assim não for, estaremos condenados à modernidade, porque um ser globalizado é pós-moderno.

Samanta disse...

Olá minha querida amiga !!!

Que texto gostoso e totalmente verdadeiro !
Descreve com simplicidade mas muita precisão a Globalização !
Quantas mudanças ! E elas acontecem mais e mais a cada dia ! Algumas nos auxiliam, facilitam a vida, outras nos deixam confusos, pioram as relações e consciência humana... Na verdade isso me faz pensar que tudo está evoluindo tanto, mas parece que nosso interior não... Estamos tão ligados nas novidades, que parece que estamos esquecendo de algo muito importante : Refinar e evoluir também nossa essência em igual rapidez...

Amiga, é sempre um prazer vir visitá-la !
Um super beijo marcial e bom fim de semana !

Jackie Freitas disse...

Oi minha querida amiga!
Pois é bem assim mesmo! Lembro que no final do ano a Eninha publicou um vídeo super interessante mostrando como é o Natal digital, dos tempos modernos...rsrs... e isso nos fez pensar no quanto temos nos isolado... Até mesmo para comemorarmos qualquer coisa, recorremos aos recursos da internet... eu acho super legal esse fato de encurtar distâncias e nos possibilitar conhecer vários lugares e pessoas, porém, só fico pensando do quanto perdemos por não mais exercitarmos a troca de olhar, abraços, sorrisos... Até mesmo o bom e velho telefone tem dado a sua vez para a internet...
Mas, como tudo, há os benefícios e o preço a ser pago...
Grande beijo minha linda!
Jackie

Arte e Café disse...

Raimundo.
Exatamente meu amigo!
É um processo antagônico,
É preciso uma análise de nosso comportamento,
para revermos o que realmente nos é primordial!
Como você disse:
Buscar uma felicidade estável.
Obrigada pelo comentário!
Um abração

Arte e Café disse...

Olá querida Guta!
Apesar da nossa atualidade conturbada,
podemos descrevê-la com palavras simplificadas!
Obrigada pelo comentário!
Beijos

Arte e Café disse...

Bruno,
Segundo este estudo feito por Lacan,
Estamos em vários lugares, pertencemos a vários grupos,exercemos várias funções...
Esta é a concepção da globalização.
Em contrapartida, atualmente o sentimento coletivo é de isolamento. Saímos de um mundo estático para um mundo interativo, onde o futuro é invenção.
O laço social nunca mais será o mesmo.
Obrigada pelo comentário!
Abraço

Arte e Café disse...

Olá minha querida amiga Sam.
Ponto crucial que você mencionou,
Eu também me preocupo com a integridade da essência!
Sem a preservação dos nossos valores morais e espirituais,cairemos no abismo de um isolamento coletivo!
Logicamente fomos favorecidos em muitas questões: Tecnologicamente falando.
Mas nossa evolução espiritual marcha lentamente!
Obrigada pelo comentário impecável!
Uma ótima semana pra ti!
Beijos marciais!

Arte e Café disse...

Querida amiga Jackie
Realmente a Internet, nos proporciona
esta interação, este contato virtual.
Não podemos negar as facilidades que os avanços tecnológicos nos trouxeram.
Acredito que deveríamos balancear nosso precioso tempo.
E como você mencionou, o contato real com as pessoas e as coisas ainda é fundamental para a humanidade!
Uma ótima semana pra ti!
Grande Beijo,amiga querida!

José S. Pereira disse...

Oi Alba,

Não conhecia a música. A letra é muito boa e dá uma bela ideia de como caminhamos.

Na minha visão, a globalização nos tornou possíveis ser reconhecidos como Consumidores. Cidadão? O que é isso mesmo? rsrs

Abraços

Arte e Café disse...

Olá José
Cidadão?
Aquele que consome e paga seus impostos.
Um número nos dados do IBGE?
Ah, que somos muito mais do que isto, apenas as vezes esquecemos de nos lembrar!
Abraços

Sissym disse...

Alba, querida, lendo isso, não sei por que.... mas sinto saudades de ontem! Deve ser o efeito "globalização" estufa a simplicidade tornando-a complicada demais.

beijos

Beth Muniz disse...

Oi querida Alba,
Pensou que eu havia me esquecido do Arte?
É o efeito da globalização... rsrsrs
Tantas coisas para para lidar, tantas barreiras a derrubar e tantos pensamentos e desejos a vagar.
Tudo isso espremendo corpos, que de tão humanos só desejam ser felizes.
Mas, aí, vem o maremoto da globalização lavando tudo, e é preciso surfar para não cair da prancha!
Viajei? Ou não...
É preciso estar atento e forte...
Não podemos confundir globalização (inevitável) com banalização das relações humanas.
Grande beijo.
Fui!

Arte e Café disse...

Querida Sissym
Bons tempos do velho fogão a lenha, luz de lamparina e a chaleira que apitava quando a água fervia !
Ah como eu exagero!
Beijos

Arte e Café disse...

Beth querida!
Viajei mais ainda, nesta sua idéia!
“Espremendo corpos, que de tão humanos só desejam ser felizes.”
Grande frase para um novo artigo, neste mesmo contexto!
Obrigada!
Beijos

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo