6

Mulher Boazinha

01/06/2010 .

Qual o elogio que uma mulher adora receber?
Bom, se você está com tempo, pode-se listar aqui uns setecentos:
mulher adora que verbalizem seus atributos, sejam eles físicos ou morais.
Diga que ela é uma mulher inteligente, e ela irá com a sua cara.
Diga que ela tem um ótimo caráter e um corpo que é uma provocação,
e ela decorará o seu número.
Fale do seu olhar, da sua pele, do seu sorriso, da sua presença de espírito,
da sua aura de mistério, de como ela tem classe:
ela achará você muito observador e lhe dará uma cópia da chave de casa.
Mas não pense que o jogo está ganho: manter o cargo vai depender da sua
perspicácia para encontrar novas qualidades nessa mulher poderosa,absoluta.
Diga que ela cozinha melhor que a sua mãe,
que ela tem uma voz que faz você pensar obscenidades,
que ela é um avião no mundo dos negócios.
Fale sobre sua competência, seu senso de oportunidade,
seu bom gosto musical.
Agora quer ver o mundo cair?
Diga que ela é muito boazinha.
Descreva aí uma mulher boazinha.
Voz fina, roupas pastel, calçados rente ao chão.
Aceita encomendas de doces, contribui para a igreja,
cuida dos sobrinhos nos finais de semana.
Disponível, serena, previsível, nunca foi vista negando um favor.
Nunca teve um chilique.
Nunca colocou os pés num show de rock.
É queridinha.
Pequeninha.
Educadinha.
Enfim, uma mulher boazinha.
Fomos boazinhas por séculos.
Engolíamos tudo e fingíamos não ver nada, ceguinhas.
Vivíamos no nosso mundinho, rodeadas de panelinhas e nenezinhos.
A vida feminina era esse frege: bordados, paredes brancas,
crucifixo em cima da cama, tudo certinho.
Passamos um tempão assim, comportadinhas, enquanto íamos
alimentando um desejo incontrolável de virar a mesa.
Quietinhas, mas inquietas.
Até que chegou o dia em que deixamos de ser as coitadinhas.
Ninguém mais fala em namoradinhas do Brasil: somos atrizes,
estrelas, profissionais.
Adolescentes não são mais brotinhos: são garotas da geração teen.
Ser chamada de patricinha é ofensa mortal.
Pitchulinha é coisa de retardada.
Quem gosta de diminutivos, definha.
Ser boazinha não tem nada a ver com ser generosa.
Ser boa é bom, ser boazinha é péssimo.
As boazinhas não têm defeitos.
Não têm atitude.
Conformam-se com a coadjuvância.
PH neutro.
Ser chamada de boazinha, mesmo com a melhor das intenções, é o pior dos desaforos.
Mulheres bacanas, complicadas, batalhadoras, persistentes, ciumentas, apressadas, é isso que somos hoje.
Merecemos adjetivos velozes, produtivos, enigmáticos.
As “inhas” não moram mais aqui.
Foram para o espaço, sozinhas.

Martha Medeiros

6 Comentários:

Principe Encantado disse...

Creio quer hoje estamos totalmente sintonizados kkk Gostei de seu post.
Abraços forte

Jackie Freitas disse...

Alba, minha querida!
Que texto maravilhoso esse da Martha! Retrata muito da atitude da mulher moderna e recorda daquela que há muito deixamos para trás!
Não sou fã dos "inhas"...rsrsrs... Gosto de ser mulher e pronto! Os meus adjetivos eu sei quais são, portanto qualquer tentativa de me agradar com coisas que percebo falsas e não correspondentes a minha pessoa, reprovo!
E é assim que todas nós devemos nos enxergar: como membros atuantes na sociedade, participativas e com competência igual a qualquer homem! Em muitos casos, diga-se de passagem, ainda melhor, pois conseguimos ser mais completas! Nada contra os homens, claro e nem aqui defendendo a bandeira do feminismo. É apenas uma conscientização de que somos pessoas, humanas e merecemos respeito e consideração.
Grande beijo, minha linda! Parabéns pela escolha do texto! Fantástico!
Jackie

Mr.Jones disse...

Essa da cópia da chave é verdade. ahahaha
Nao curto essas mulheres "inhas", prefiro as malucas, estressadas, insanas, rebeldes...ahahaha
abçs

Beth Muniz disse...

Oi querida,
Maravilhoso...
Fomos assim, quem não quer e querendo, abrindo caminhos, desbravando fronteiras, fingindo que nos deixávamos dominar, calando ao mesmo tempo em que planejávamos e maquinávamos nossos atos...Plantando o futuro. O nosso futuro.
Valeu,
Grande beijo.

Jucifer disse...

guria Flor

mas é bem verdade ser boazinha
e do tipo como chamar alguem de bunitinhuu
ja q bunitinhu é um feio ajeitado
acho q o boazinha fica neste mesmo conceito
ameiiiiiiiii o post
tu é demais
adoro vir aki

bjo grande Flor!!!

LISON disse...

Saudações!
Amiga Alba:
Uma crônica belíssima que remete a muitos a repensar colocações indevidas e ou pejorativas, por sinal, nunca comunguei com tais procedimentos. Assim, o correto é pensar dez vezes principalmente quando um tratamento for dispensado à mulher.
Valeu à pena conferir!
Parabéns por mais um excelente Post!
Abraços,
LISON.

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected



 
▲ Voltar ao Topo